Karzai reforça que até 2012 Afeganistão assume própria segurança

Munique (Alemanha), 7 fev (EFE).- O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, reforçou hoje a promessa feita há uma semana em Londres à comunidade internacional e assegurou que, até 2012, contará com 300 mil soldados e policiais para assumir a segurança nacional.

EFE |

No momento em que a presença estrangeira no Afeganistão chega a oito anos, Karzai assegurou na Conferência de Segurança de Munique (Alemanha) que "coisas imensas" já foram conseguidas no país.

Segundo ele, o objetivo agora é formar forças de segurança "em número e com os meios suficientes" para que os afegãos possam garantir sua própria segurança e que, até 2015, o Afeganistão "deixe de ser um peso para a comunidade internacional".

Para ele, nesse mesmo tempo a luta deve se concentrar contra o terror, o radicalismo e a Al Qaeda. Karzai disse ainda que as forças internacionais devem evitar novas vítimas civis e concentrar sua atuação nos locais que são refúgio de terroristas.

O presidente do Afeganistão comentou que, com o esperado desenvolvimento das instituições nacionais, entre elas a Justiça, os terroristas que forem capturados deverão ser submetidos a julgamento em seu próprio país.

Por isso, destacou que qualquer atividade paralela às instituições nacionais realizada por aliados internacionais no Afeganistão debilita esses poderes e não favorece a recuperação da confiança da população.

Karzai falou seguidamente sobre a reconstrução do país e a reconciliação do povo no caminho para a paz, pelo que agradeceu a ajuda econômica internacional. EFE jcb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG