Karzai decide não adiar eleições no Afeganistão

Cabul, 28 fev (EFE).- O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, anunciou hoje que as eleições gerais do país acontecerão em março ou abril, antes do fim da atual legislatura.

EFE |

O pleito presidencial afegão tinha sido adiado para 20 de agosto, devido à situação de insegurança no país.

Em um decreto presidencial, Karzai estabeleceu que a Comissão Eleitoral afegã deve convocar eleições presidenciais e parlamentares, dos conselhos provinciais, dos distritos e das Prefeituras municipais, de acordo com a Constituição afegã.

A Carta Magna prevê que as eleições aconteçam num prazo entre 30 e 60 dias antes do término do mandato do presidente, que expira em 21 de maio.

Além disso, Karzai pediu que o organismo eleitoral organize os preparativos necessários para conseguir "a participação do povo em uma votação transparente, justa, livre, secreta e direta, de acordo com os princípios da lei".

No dia 29 de janeiro, a Comissão Eleitoral anunciou que o esperado pleito aconteceria em 20 de agosto, por causa da instabilidade do país.

Até o momento, Karzai, que já tinha anunciado sua intenção de se apresentar à reeleição, é o único candidato à chefia de Estado. EFE lo-mb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG