Karzai anuncia "conselho da paz" para negociar com Taliban

Ideia de um conselho de paz foi discutido em uma reunião com a presença de cerca de 1.600 líderes afegãos

Reuters |

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, anunciou neste sábado a criação de um conselho de paz para negociar com o Taliban. Essa é a mais recente medida no gradual processo de reconciliação com os insurgentes islamistas.

A ideia de um conselho de paz foi discutido em uma reunião tradicional, ou "jirga", com a presença de cerca de 1.600 líderes afegãos e anciãos tribais na capital, Cabul, em junho.

O palácio presidencial de Karzai divulgou em comunicado neste sábado que a criação de um Alto Conselho pela Paz era "um passo significativo rumo às negociações de paz."

O plano de Karzai busca atrair soldados e afastá-los da insurgência oferecendo incentivos como pagamentos e empregos, ao mesmo tempo em que busca reconciliar com os líderes da insurgência ao oferecer asilo em países muçulmanos e tirá-los da lista negra da ONU.

O Taliban, no entanto, vem rejeitando a ideia de negociações, dizendo que todas as forças estrangeiras devem primeiro deixar o Afeganistão.

Os membros do conselho serão anunciados depois do mês de jejum muçulmano, o Ramadã, provavelmente no final desta semana, disse o comunicado.

O plano de Karzai para uma eventual reconciliação com o Taliban surge no momento em que diversos países europeus membros da Otan avaliam quanto tempo ainda podem sustentar seus compromissos no Afeganistão.

Em Londres, o Ministério de Relações Exteriores Britânico acolheu positivamente a iniciativa de Karzai. "Nós não teremos um Afeganistão mais seguro apenas com as forças militares", disse em comunicado. "Sempre dissemos que um processo político é necessário para por fim ao conflito no Afeganistão."

    Leia tudo sobre: AFEGANISTAOCONSELHOKARZAI

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG