Karzai amplia vantagem nas eleições afegãs

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, ampliou levemente a liderança na contagem parcial dos votos das eleições presidenciais afegãs, segundo uma parcial publicada nesta quarta-feira pela Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão, mais de 60% dos votos já foram contados.

BBC Brasil |

Karzai contaria com cerca de 47% dos votos, contra 33% do segundo colocado, Abdullah Abdullah.

Se algum candidato conquistar mais de 50% dos votos, não há necessidade de um segundo turno.

Mas Abdullah vem acusando o governo de promover uma grande fraude no pleito de 20 de agosto.

"Evidências mostram que, com a colaboração da Comissão Eleitoral, ocorreu um grande número de fraudes", disse Abdullah nesta quarta-feira.

Resposta
O irmão do presidente, Ahmed Karzai, que chefia o Conselho Regional na cidade de Kandahar, negou acusações de fraude publicadas na terça-feira por um jornal americano.

Segundo a reportagem publicada no The New York Times, simpatizantes do presidente Karzai teriam impedido milhares de eleitores de votar para candidatos da oposição.

Além destas acusações, a Comissão Eleitoral do Afeganistão recebeu mais de 2 mil reclamações de irregularidades nas eleições.

Confrontados com a possibilidade de uma crise política em meio a uma campanha militar, enviados americanos e europeus se reuniram nesta quarta-feira em Paris para discutir a estratégia para o Afeganistão e buscar uma resposta unificada para a as alegações de fraude.

O temor é que uma eleição que não seja considerada justa pelos afegãos possa prejudicar os esforços para estabilizar o país.

Mas o enviado especial dos Estados Unidos ao Afeganistão, Richard Holbrooke, disse que os EUA não teriam problemas em lidar com Karzai caso o presidente seja declarado o vencedor do pleito.

Holbrooke afirmou ainda que irregularidades são comuns em eleições democráticas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG