Karrubi adverte que as ameaças não minarão sua determinação

Teerã, 11 jan (EFE).- O clérigo opositor iraniano Mehdi Karrubi, um dos candidatos que denunciou fraude após a reeleição de junho do presidente Mahmoud Ahmadinejad, advertiu hoje que as ameaças não diminuirão sua vontade, nem a de muitos outros, de lutar pela abertura.

EFE |

"Alguns acham que podem bloquear a corrente reformista fechando jornais e prendendo opositores, mas estou decidido a continuar o caminho que escolhi", ressaltou Karrubi em comunicado divulgado pelo site "Sahamnews.org", administrado pelo seu próprio partido.

Assinalou que ele e sua família estão preparados para qualquer "desastre".

"Reitero que esse tipo de ameaças não me assustarão, nem minarão minha vontade, preparei minha família para qualquer dor", ressaltou o clérigo, três dias depois de seu veículo ter sido atingido durante uma visita à cidade de Qazvin, a 135 quilômetros do Teerã.

Segundo o relato de seu filho Hussein a diversos sites reformistas, centenas de pessoas, entre estes milicianos basij vestidos à paisana, cercaram a casa de um clérigo amigo que o ex-presidente do Parlamento estava visitando.

Após várias horas de assédio, a Polícia antidistúrbios retirou Karrubi do local, cujo veículo blindado teria recebido dois tiros quando partia, mas sem consequências, aparentemente, para a sua saúde.

O incidente foi relatado pela imprensa estatal, embora as fontes oficiais tenham negado os disparos. EFE jm-dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG