Karadzic teria ido à Itália e assistido a partida de futebol

Roma, 27 jul (EFE).- O suposto criminoso de guerra servo-bósnio Radovan Karadzic viajou em várias ocasiões à Itália e teria até mesmo assistido em Milão a uma partida da Inter, onde jogavam dois de seus ídolos, disse Dragan Karadzic, sobrinho do ex-líder político, em entrevista publicada hoje pelo diário Corriere dello Sport.

EFE |

Dragan Karadzic, que assegurou ser a única pessoa que conhecia o paradeiro do suposto criminoso de guerra, confirmou que seu tio viajava usando o nome Petar Glumac.

Segundo o parente, nas oportunidades em que viajou para a Itália Karadzic ficou muito "entusiasmado" com Veneza, e "costumava acompanhar os jogadores Sinisa Mihajlovic e Dejan Stankovic em sua passagem pela Lazio, de Roma, e depois a Inter de Milão".

Além disso, assegurou que Karadzic assistiu no estádio San Siro a uma partida da Inter, pois "é um grande apaixonado pelo futebol".

Radovan Karadzic, de 63 anos, foi detido na segunda-feira passada pelos serviços de inteligência sérvios nos arredores de Belgrado, onde vivia com uma identidade falsa e se dedicava à medicina alternativa. EFE ccg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG