Haia, 29 ago (EFE).- O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic se recusou hoje a pronunciar-se sobre as 11 acusações a que responde no Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), incluindo as de genocídio e crimes de guerra.

Perante esta situação, o juiz do caso decidiu introduzir uma declaração de inocência em nome do acusado para que o julgamento possa ser iniciado, o que ainda pode levar vários meses. EFE mvs/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.