Karadzic responde a nova acusação de genocídio

Bruxelas, 16 fev (EFE).- O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic passou hoje a responder a duas acusações de genocídio, ao invés de uma, no Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII).

EFE |

O tribunal aceitou parcialmente a emenda à ação apresentada pela promotoria para acrescentar a acusação pelo massacre de 8 mil muçulmanos na cidade bósnia de Srebrenica, em 1995.

Karadzic já respondia por crimes cometidos na Bósnia-Herzegovina em 1992, além de cumplicidade com genocídio e violação grave da Convenção de Genebra.

O tribunal rejeitou, porém, a moção da promotoria para acrescentar novos incidentes com resultado de morte nas quatro acusações contra Karadzic, por considerar que não havia evidências suficientes deles.

A promotoria terá que apresentar antes das 8h de quarta-feira (pelo horário de Brasília) uma segunda acusação emendada, e Karadzic comparecerá ao tribunal em uma audiência preliminar na sexta para se declarar inocente ou culpado das acusações incluídas na ação emendada. EFE rcf/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG