Karadzic comparecerá amanhã a tribunal para se declarar culpado ou inocente

Bruxelas, 28 ago (EFE).- O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic comparecerá amanhã perante o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), em uma sessão na qual deverá se declarar culpado ou inocente das acusações contra ele.

EFE |

Este será o segundo comparecimento de Karadzic perante a corte, com sede em Haia, depois que na primeira, em 31 de julho, o acusado de crimes de guerra decidiu adiar essa declaração.

Caso que Karadzic volte a se negar a fazer isso, será automaticamente considerado inocente, segundo as normas do tribunal, para que o processo possa começar.

O comparecimento de amanhã, marcado para as 14h15 (9h15 de Brasília), deve ser breve, anteciparam hoje fontes do TPII.

Como disse em seu primeiro comparecimento ao tribunal, Karadzic deve assumir a própria defesa durante todo o julgamento.

Desde a primeira vez que se apresentou ao tribunal, quando disse que fez um acordo por sua imunidade com os Estados Unidos e disse que temia por sua vida, o ex-líder servo-bósnio denunciou que não foi respeitada sua presunção de inocência e solicitou a recusação de um dos juízes, ao considerar que tem "interesse pessoal no caso".

Karadzic foi detido em 21 de julho nas proximidades de Belgrado, onde vivia sob identidade falsa e trabalhava com medicina alternativa.

O ex-líder servo-bósnio enfrenta, entre outros, as acusações de genocídio, crimes de guerra e contra a humanidade, que teriam sido cometidos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995) e da campanha de terror durante o cerco a Sarajevo. EFE mvs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG