O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic disse ser inimaginável a possibilidade de ele receber um julgamento justo no tribunal de crimes de guerra da Organização das Nações Unidas (ONU) e isso porque os meios de comunicação do mundo todo já o tacharam de criminoso de guerra. Em um documento submetido ao tribunal por Karadzic e divulgado pela corte na sexta-feira, o ex-líder servo-bósnio escreveu: Minha chegada aqui fez-se acompanhar por inúmeras e drásticas irregularidades.

Em um documento submetido ao tribunal por Karadzic e divulgado pela corte na sexta-feira, o ex-líder servo-bósnio escreveu: "Minha chegada aqui fez-se acompanhar por inúmeras e drásticas irregularidades."

"A primeira irregularidade que mencionaria é a caça às bruxas dos meios de comunicação iniciada na mídia muçulmana antes mesmo da deflagração do conflito armado e que me classificou de criminoso de guerra em uma época na qual as únicas vítimas eram os sérvios", disse.

"Os meios de comunicação internacionais deram prosseguimento a essa caça às bruxas, de forma que agora muitas pessoas consideram inimaginável a possibilidade de essa corte me absolver. Eu acredito que esse fato em si já prejudica seriamente este julgamento."

Leia mais sobre Radovan Karadzic

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.