Kadima vai às urnas para escolher substituto de Olmert

O partido de centro israelense Kadima iniciou nesta quarta-feira a eleição interna que vai decidir o líder da formação, que deve substituir o primeiro-ministro, Ehud Olmert, forçado a renunciar por denúncias de corrupção.

AFP |

No total, 74.000 membros do partido estão registrados para votar durante todo o dia em 114 locais espalhados por todo o país. A votação prossegue até as 19H00 GMT (16H00 de Brasília) e o resultado final deve ser conhecido à noite.

Segundo as pesquisas, a favorita na disputa é a ministra das Relações Exteriores, Tzipi Livni, 50 anos, considerada uma pragmática em temas como o processo de paz com os palestinos e a questão nuclear iraniana.

Livni enfrenta o ex-ministro da Defesa Shaul Mofaz, 59 amos, um "falcão", próximo das posições do partido conservador Likud.

Outros dois candidatos, com poucas possibilidades de sucesso, disputam as primárias, as primeiras desde a criação do Kadima em novembro de 2005 pelo ex-premier Ariel Sharon: Meir Shetreet, ministro do Interior, e Avi Dichter, ministro de Segurança Interna.

Leia mais sobre Ehud Olmert

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG