Justiça sul-africana considera que juiz que acusou Mbeki ultrapassou limites

A Suprema Corte de apelações da África do Sul considerou nesta segunda-feira que o juiz de primeira instância que acusou o ex-presidente Thabo Mbeki a interferir nas investigações de corrupção contra o rival Jacob Zuma ultrapassou sua competência.

AFP |

No dia 12 de setembro, um juiz de Pietermaritzburg suspendeu por vício de forma as investigações contra Zuma, líder do Congresso Nacional Africano (ANC, partido no poder) e favorito para a próxima eleição presidencial.

Na decisão, o juiz mencionou as interferências do governo no caso, o que levou o ANC a ordenar que Mbeki renunciasse à presidência.

Além disso, de acordo com o tribunal de apelações, o tema "não era questão de Direito, e sim uma questão puramente política".

"Em consequência é possível afirmar que o juiz superou os limites de sua autoridade".

bur-chp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG