Justiça suíça condena prostituta brasileira que roubou cliente

Uma prostituta brasileira de 40 anos que roubou 136.000 euros de um cliente fazendo-o acreditar que estava apaixonada foi condenada hoje por um tribunal suíço a 17 meses de prisão com direito a sursis.

AFP |

A mulher foi considerada culpada de abuso de confiança no cantão de Saint-Gall (leste da Suíça), que também a condenou a pagar 3.240 euros de multa.

O autor da queixa conheceu a brasileira em 2005 num centro de massagens da Suíza, país em que a prostituição é legalizada.

dro/cll/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG