A justiça sueca abriu uma investigação preliminar sobre um possível caso de corrupção de vários membros do Comitê Nobel, que concede os prestigiosos prêmios de mesmo nome, informou nesta quinta-feira uma rádio sueca.

Segundo a rádio, vários membros dos comitês do Nobel de Medicina, Física e Química teriam viajado recentemente à China, outros dois há dois anos e mais três em janeiro de 2008, com todos os gastos pagos pelas autoridades chinesas.

No entanto, nenhum Prêmio Nobel foi entregue a um chinês nos últimos três anos.

O procurador Nils-Erik Schultz decidiu examinar o caso.

"Por enquanto, a investigação não é dirigida a ninguém em particular (...) Num primeiro momento, estamos concentrados na viagem à China", declarou o procurador à rádio sueca.

"Temos de determinar porquê as passagens e os gastos destas pessoas foram pagos, há margens para pensar que elas estariam sendo influenciadas, pois ocupa postos importantes", acrescentou.

Na manhã de quinta-feira, nem o procurador nem o Comitê Nobel puderam ser contactados para falar sobre esta informação.

Todos os anos, no mês de outubro, a Academia Real sueca anuncia em Estocolmo o nome dos premiados com os Nobel de medicina, física, química, literatura e economia. O Nobel da Paz é anunciado em Oslo. Os prêmios são entregues em 10 de dezembro.

Dt/lm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.