Justiça sérvia acusa homem de participação em massacre na Croácia

Belgrado, 10 abr (EFE) - A Câmara Especial contra Crimes de Guerra da Sérvia acusou hoje um antigo membro de uma milícia paramilitar do país de envolvimento no assassinato de cerca 200 prisioneiros de guerra croatas, em 1991, no campo de Ovcara, no leste da Croácia. Segundo o comunicado da Promotoria, o acusado, Milorad Pejic, que nos últimos anos residiu no Reino Unido, foi detido no mês passado, no aeroporto de Belgrado, mediante uma ordem internacional de captura emitida pelas autoridades judiciais sérvias. A proposta da Promotoria é de que o caso de Pejic se una a um julgamento que começou em março do ano passado, no Tribunal de Belgrado, contra outras 16 pessoas acusadas pelo crime de Ovcara. A alegação é de que se trata do mesmo acontecimento e das mesmas provas.

EFE |

Em dezembro de 2005, 14 pessoas culpadas por esse crime foram condenadas a um total de 231 anos, e outras duas foram absolvidas.

Porém, a Corte Suprema decidiu anular essas sentenças por erros do procedimento penal, e iniciou novo julgamento no ano passado.

Pela responsabilidade nesse crime, o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) condenou, em 2007, dois oficiais do antigo Exército iugoslavo, Mile Mrksic e Veselin Sljivancanin, a 20 e a cinco anos de prisão, respectivamente. EFE sn/rr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG