Justiça peruana ordena detenção de 3 irmãos de Fujimori

Lima, 3 jun (EFE).- Um tribunal peruano pediu hoje a detenção de três irmãos do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), que serão processados por supostas irregularidades na administração de doações japonesas.

EFE |

O site do diário "El Comercio" assinalou que a ordem foi dada pela Segunda Sala Anticorrupção, que emitiu "um alerta" à Polícia peruana e internacional para a detenção de Rosa, Juana e Pedro Fujimori, que estão atualmente no Japão.

Os irmãos do ex-governante, condenado a 25 anos de prisão por crimes de lesa-humanidade, são acusados de administrar de forma irregular cerca de US$ 20 milhões captados pela ONG Apenkai.

A Apenkai foi criada pelos familiares de Fujimori para conduzir as doações de organismos e cidadãos japoneses para apoiar os pobres do Peru, entusiasmados pelo primeiro triunfo eleitoral do ex-líder em 1990.

Os Fujimori já foram processados e declarados inocentes por este caso, mas a Suprema Corte peruana encontrou supostas irregularidades nesta decisão, por isso ordenou a realização de um novo julgamento.

Alberto Fujimori foi condenado pelo assassinato de 25 pessoas através do grupo militar encoberto Colina durante os primeiros anos de seu Governo, e pelo sequestro de um jornalista e um empresário.

O ex-governante também foi sentenciado a seis anos de prisão pelo aplainamento ilegal da casa da esposa de seu ex-assessor Vladimiro Montesinos, Trinidad Becerra, no ano 2000. EFE dub/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG