LIMA (Reuters) - A justiça peruana condenou na segunda-feira o ex-presidente Alberto Fujimori a sete anos e seis meses de prisão por peculato, a terceira condenação que ele recebe desde que foi extraditado do Chile. Fujimori, que completará 71 anos no final de julho, recebeu sua última sentença em abril deste ano, quando um tribunal o condenou a 25 anos de prisão num processo em que foi acusado de abusos aos direitos humanos.

Neste novo processo, Fujimori foi acusado de entregar 15 milhões de dólares a seu ex-chefe de Inteligência, Vladimiro Montesinos, em setembro de 2000, a pouco dias de estourar o maior escândalo de corrupção naquele país.

(Reportagem de Marco Aquino)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.