Justiça italiana se declara sem competência para julgar soldado dos EUA

A Corte de Cassação italiana confirmou nesta quinta-feira que os tribunais desse país não têm competência para julgar o soldado americano Mario Lozano, envolvido na morte, no Iraque, do agente secreto italiano Nicolas Calipari.

AFP |

O tribunal rejeitou o recurso da promotoria e das partes civis contra a corte de apelações de Roma, que, em 25 de outubro, declarou que não correspondia à justiça italiana julgar o soldado.

Dessa forma, Lozano, que já foi absolvido pela justiça militar americana, não será julgado na Itália.

Em março de 2005, Lozano disparou contra o carro em que se encontravam Nicola Calipari, a jornalista italiana Giuliana Sgrena, libertada depois de seu seqüestro e que ficou ferida no episódio, e outro oficial italiana, que iam rumo ao aeroporto.

jflm/kd/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG