Justiça italiana absolve Berlusconi em caso de corrupção

Sentença foi anunciada neste sábado e a acusação do caso Mils foi considerada prescrita

iG São Paulo |

O Tribunal de Milão absolveu neste sábado o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi da acusação de corrupção no chamado caso Mills, um dos quatro processos em que o político é réu na corte da cidade.

Marcado por corrupção e escândalos sexuais, Berlusconi caiu pela economia
Polêmicas: Berlusconi é marcado por frases controversas

AP
Silvio Berlusconi é visto deixando sua residência neste sábado. Ele não participou da audiência
Em discurso retransmitido ao vivo pela televisão, as três juízas encarregadas do julgamento Mills anunciaram a sentença do caso, no qual consideraram prescrita a acusação. Beslusconi não assistiu à audiência. Ao todo, o julgamento do caso durou cinco anos.

O advogado Piero Longo, que defende o ex-premier, afirmou durante a audiência que Berlusconi deveria ser absolvido por não ter cometido nenhum crime, pois "faltam provas de qualquer acordo criminoso" entre ele e o advogado britânico David Mills. Longo também sugeriu, como alternativa, a absolvição por prescrição.

A Procuradoria de Milão pedia uma pena de cinco anos de prisão a Berlusconi por suposto pagamento de propina a David Mills para que o advogado testemunhasse a seu favor em outro processo judicial.

Ao fim do julgamento, o procurador Fabio de Pasquale disse que "é inútil comentar" a sentença.

Berlusconi é investigado em uma série de processos na Itália, os quais ele diz serem parte de um complô. Ele renunciou ao cargo de primeiro-ministro em novembro , em meio a uma crise econômica.

Com EFE e Ansa

    Leia tudo sobre: itáliaberlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG