Justiça israelense condena líder palestino a 30 anos de prisão

O principal líder da Frente Popular de Libertação da Palestina (FPLP), Ahmed Sadat, foi condenado nesta quinta-feira a 30 anos de prisão por um tribunal militar israelense.

AFP |

Ahmed Sadat foi considerado culpado por seu envolvimento com um movivmento terrorista, a FPLP, segundo o exército israelense, em um comunicado transmitido a AFP.

Ahmed Sadat foi julgado por 19 acusações, entre elas a de atentar contra a segurança de Israel, como parte de suas atividades na FPLP.

Eleito deputado palestino em 2006, foi capturado pelo exército israelense em março de 2006 na Cisjordânia.

he-cad/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG