em breve 5 detidos no dia da Ashura - Mundo - iG" /

Justiça iraniana julgará em breve 5 detidos no dia da Ashura

Teerã, 7 jan (EFE).- Um tribunal revolucionário do Irã julgará nos próximos dias cinco pessoas detidas durante os protestos do dia sagrado da Ashura, acusadas de atentar contra a segurança do sistema islâmico, confirmou hoje a agência de notícias estatal Irna.

EFE |

A fonte não identifica os processados nem dá detalhes sobre sua nacionalidade ou afiliação, e simplesmente dá a entender que poderiam ser acusados por "Mohareb" (inimigos de Deus), crime que a jurisprudência iraniana castiga com a morte.

Pelo menos oito pessoas morreram em 27 de dezembro, dia sagrado da Ashura para os xiitas, em confrontos entre forças de segurança e grupos de oposição em Teerã.

Nos protestos, os mais violentos desde que, em junho do ano passado, centenas de milhares de pessoas foram às rua para protestar após a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, foram detidas pelo menos 500 pessoas, das quais cerca de 300 continuam presas.

Além disso, nos dias seguintes, foram detidas mais de 100 pessoas, entre ativistas da oposição e estudantes.

O regime iraniano acusou países como os Estados Unidos e o Reino Unido de fomentar os distúrbios e afirmou que, entre os detidos, há "vários estrangeiros", mas, nesta semana, o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Ramin Mehmanparast, deu a entender que alguns eram iranianos com dupla nacionalidade.

O Poder Judiciário já havia antecipado na semana passada que julgaria em breve alguns dos responsáveis pelos distúrbios do dia da Ashura e o chefe desta instituição, o aiatolá Sadeq Larijani, disse que os processos serão "rápidos e contundentes". EFE jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG