Justiça inocenta pais de miss infantil morta nos EUA

Os pais da pequena JonBenet Ramsey, assassinada em 1996, quando era uma popular rainha de beleza infantil de apenas seis anos, no Colorado (noroeste), foram inocentados do caso, no qual foram considerados suspeitos por quase 12 anos, informou a Procuradoria nesta quarta-feira.

AFP |

O gabinete da Procuradoria de Distrito do condado de Boulder divulgou uma nota, anunciando que "não consideram nenhum membro da família Ramsey, incluindo John, Patsy, (o irmão) Burke Ramsey, como suspeitos nesse caso".

No comunicado, "lamentam profundamente" terem posto os Ramsey como os principais suspeitos desse caso de grande apelo na imprensa americana, por mais de 11 anos.

A Procuradoria explicou ter decidido fazer o anúncio, após receber, recentemente, novas provas científicas de DNA que inocentam os familiares diretos da menina, que foi encontrada morta, agredida e estrangulada no subsolo da casa dos Ramsey, em Boulder (Colorado), um dia depois do Natal de 1996.

O caso gerou ampla cobertura das TVs americanas, que mostraram vídeos da pequena modelo, narrando cada detalhe de seu desaparecimento, a trágica descoberta do corpo e, finalmente, as acusações que começaram a apontar os pais como maiores suspeitos.

Judicialmente, nunca houve provas determinantes contra os pais, mas perante a opinião pública ambos foram apontados como possíveis autores do crime. Quando as suspeitas começaram a ser levantadas, a mãe de JonBenet, Patsy, teve câncer e faleceu, em 2006, aos 49 anos.

John e Patsy sempre disseram que uma pessoa invadiu sua casa, matou sua filha e deixou o corpo no porão.

Em 2006, a história voltou a ocupar as primeiras páginas dos jornais, com a descoberta de outro possível suspeito: John Mark Karr, de 41, um professor com casos em aberto por pedofilia na Califórnia, que foi encontrado na Tailândia e, em poucos dias, extraditado para os EUA.

Karr foi liberado desse caso, depois que seus testes de DNA não bateram com as amostras coletadas no local do assassinato e a revelação de indícios sérios de que se tratava de um mentiroso contumaz.



    Leia tudo sobre: morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG