Justiça inocenta casal Kirchner em caso de corrupção

BUENOS AIRES (Reuters) - A Justiça argentina inocentou nesta segunda-feira a presidente Cristina Kirchner e seu marido e antecessor, Néstor Kirchner, num processo por enriquecimento ilícito, segundo uma fonte judicial. O casal é dono de uma fortuna superior a 45 milhões de pesos (quase 12 milhões de dólares), segundo sua declaração pública de renda, e foi acusado de usar sua influência política para aumentar seu patrimônio com a compra e venda de terras públicas na Patagônia, onde a família Kirchner tem domicílio.

Reuters |

Mas o juiz federal Norberto Oyarbide disse não ter encontrado provas do suposto delito.

A investigação se concentrou em determinar se havia irregularidades no aumento patrimonial de 158 por cento do casal Kirchner entre 2007 e 2008 -- um dado cuja divulgação motivou diversas denúncias apresentadas por particulares e por grupos políticos.

(Reportagem de Damián Wroclavsky)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG