A justiça indiana indiciou o paquistanês Mohammed Ajmal Amir Iman, único suposto responsável pelos ataques de Mumbai que estaria vivo. Os atentados, ocorridos no ano passado, mataram 165 pessoas.

Mohammed Ajmal Amir Iman, também conhecido apenas como Kasab, foi acusado de "assassinato, tentativa de assassinato, danos a bens públicos, atividades ilegais e atos terroristas", anunciou o juiz Ujjwal Nikam.

Iman, que também foi acusado de "provocar uma guerra com a Índia", não estava presente no tribunal por motivos de segurança.

No total, 165 pessoas morreram e 308 ficaram feridas quando 10 homens armados abriram fogo em vários alvos de Mumbai, capital econômica da Índia, incluindo uma estação de trens, dois hoteis luxuosos, um restaurante e um centro israelita, entre 26 e 29 de novembro de 2008.

As forças de segurança indianas mataram nove terroristas, suspeitos de pertencer ao Lashakr-e-Taiba (LeT), um grupo fundamentalista paquistanês ilegal.

Leia mais sobre atentados de Mumbai

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.