Justiça indiana indicia suposto terrorista sobrevivente dos ataques de Mumbai

A justiça indiana indiciou o paquistanês Mohammed Ajmal Amir Iman, único suposto responsável pelos ataques de Mumbai que estaria vivo. Os atentados, ocorridos no ano passado, mataram 165 pessoas.

Redação com AFP |

Mohammed Ajmal Amir Iman, também conhecido apenas como Kasab, foi acusado de "assassinato, tentativa de assassinato, danos a bens públicos, atividades ilegais e atos terroristas", anunciou o juiz Ujjwal Nikam.

Iman, que também foi acusado de "provocar uma guerra com a Índia", não estava presente no tribunal por motivos de segurança.

No total, 165 pessoas morreram e 308 ficaram feridas quando 10 homens armados abriram fogo em vários alvos de Mumbai, capital econômica da Índia, incluindo uma estação de trens, dois hoteis luxuosos, um restaurante e um centro israelita, entre 26 e 29 de novembro de 2008.

As forças de segurança indianas mataram nove terroristas, suspeitos de pertencer ao Lashakr-e-Taiba (LeT), um grupo fundamentalista paquistanês ilegal.

Leia mais sobre atentados de Mumbai

    Leia tudo sobre: atentados de mumbai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG