Justiça garante candidatura de Néstor Kirchner a deputado na Argentina

A Justiça eleitoral da Argentina avalizou a candidatura a deputado do líder peronista e ex-presidente Néstor Kirchner (2003-2007) para as legislativas de 28 de junho, ao rejeitar sua impugnação por parte de partidos opositores, segundo sentença divulgada nesta quarta-feira.

AFP |

No entanto, a aliança da Coalizão Cívica (CC, liberal cristã) com a União Cívica Radical (UCR, social-democrata) anunciou em declaração que apelará da sentença ante a Câmara Eleitoral, a instância imediata superior.

O juiz eleitoral Manuel Blanco pronunciou-se contra os argumentos da oposição de inconstitucionalidade da candidatura Kirchner pelo não cumprimento do prazo legal de residência na província de Buenos Aires, o distrito que pretende representar.

Kirchner, marido da presidente Cristina Kirchner, é originário da província patagônica de Santa Cruz (sul), mas vive em Buenos Aires desde 2003, quando assumiu a presidência.

As eleições de metade de mandato para a renovação de 50% da Câmara de Deputados e de um terço do Senado foram apresentadas pelos Kirchner como um plebiscito sobre a gestão do Governo e seu modelo estatizante e contrário ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

lt/ml/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG