anti-jovens - Mundo - iG" /

Justiça francesa proíbe aparelho repelente anti-jovens

A justiça francesa proibiu nesta quarta-feira uma pessoa de instalar na fachada de sua casa um aparelho ultra-sônico destinado a repelir os jovens que faziam algazarras nas imediações, em Saint Brieuc (oeste da França).

AFP |

Esta decisão do tribunal local é a primeira adotada na França relativa a este aparelho conhecido como "Mosquito" na Grã-Bretanha e "Beethoven" na França, destinado a afastar os jovens de algum local determinado, por meio de sons que na teoria podem apenas ser captados pelos adolescentes.

No final de março, alguns dias depois de sua instalação na fachada de uma casa de veraneio deste balneário, os vizinhos começaram a se queixar de súbitas dores de cabeça.

Os jovens que passavam pela área "tapavam os ouvidos", alegou ante o tribunal o advogado de uma associação de comerciantes da região, que recolheu dezenas de testemunhos relacionados ao uso do dispositivo.

A instalação do aparelho foi criticada por várias personalidades políticas, entre as quais a ministra francesa da Saúde, Roselyne Bachelot.

O proprietário que havia instalado o aparelho decidiu retirá-lo no mesmo dia em que a justiça divulgou sua decisão, mas de qualquer maneira foi condenado a pagar 2.000 euros por danos e prejuízos.

dec/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG