Justiça fecha sede da Associação de Jornalistas do Irã

Teerã, 6 ago (EFE).- O Poder Judiciário do Irã fechou a sede da Associação de Jornalistas do país, horas antes de uma reunião em que a entidade revisaria seu estatuto.

EFE |

Em declarações à agência de notícias local "Ilna", a secretária da associação, Badr al-Sadat Mofidi, disse que as instalações da organização foram fechadas na noite de quarta-feira por agentes judiciais que não apresentaram "razão alguma" para a medida.

A associação é pressionada há várias semanas, sobretudo pelo Ministério do Trabalho, com quem briga para continuar funcionando.

Segundo a estatal "PressTv, semanas atrás a associação teve que cancelar uma reunião em que analisaria os distúrbios pós-eleitorais depois de manter uma série de contatos com os serviços de segurança e inteligência.

Também hoje, o jornal da oposição "Etemad Melli" denunciou a detenção de um de seus redatores.

Segundo a publicação, afim a um dos candidatos derrotados nas eleições presidenciais, homens vestidos à paisana detiveram ontem o jornalista Mahdi Yazdani quando este se encontrava numa livraria do centro próxima à sede do jornal.

Yazdani, redator adjunto da seção de cultura da publicação, é o terceiro profissional do "Etemad Melli" detido desde a reeleição de Ahmadinejad. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG