Justiça espanhola revoga processamento de militares dos EUA

Madri, 14 jul (EFE).- A Audiência Nacional espanhola revogou hoje novamente o processamento de três militares dos Estados Unidos envolvidos na morte do cinegrafista de televisão espanhol José Couso, que aconteceu em Bagdá, em 2003.

EFE |

Além disso, o alto tribunal ordena ao juiz Santiago Pedraz que termine o sumário e o leve à vara penal, para definirr o arquivamento.

Em 27 de abril de 2007, Pedraz processou pela primeira vez o sargento Thomas Gibson e seus superiores, o tenente-coronel Philip Camp e o capitão Philip Wolford, pelos crimes de assassinato contra a comunidade internacional.

O magistrado voltou a processar os três militares americanos, em maio, depois que a Audiência Nacional revogou o processo ditado em 2007.

O repórter morreu em Bagdá, em 8 de abril de 2003, no ataque de um carro blindado do Exército dos EUA contra o Hotel Palestina. EFE na/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG