Um juiz espanhol aceitou nesta quinta-feira realizar a instrução de um processo por crimes contra humanidade contra militares israelenses e o ex-ministro da Defesa israelense Benjamin Ben Eliezer pelo bombardeio que, em 2002, matou em Gaza um chefe do Hamas e 14 civis.

O juiz da Audiência Nacional, a mais alta instância penal espanhola, aceitou a denúncia do Centro Palestino para os Direitos Humanos, se acolhendo ao princípio de jurisdição universal reconhecido pela Espanha quando se trata de um crime contra a humanidade ou genocídio.

str-pal/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.