Nova York, 4 fev (EFE).- O administrador legal dos bens de Bernard Madoff assegurou hoje que foram encontrados quase US$ 950 milhões que podem ser destinados às vítimas da gigantesca pirâmide financeira montada pelo investidor americano.

Em uma audiência em um tribunal de Nova York, Irving Picard, advogado designado pelas autoridades para administrar os bens vinculados a Madoff, detalhou hoje ao juiz Burton Lifland que foram achados US$ 111,4 milhões em dinheiro de diferentes instituições financeiras.

Fora isso, na semana passada JPMorgan Chase e Bank of New York Mellon asseguraram que poderiam transferir a Picard US$ 534,9 milhões em ativos da companhia de Madoff.

O juiz americano aprovou hoje os termos dessa transferência, segundo a documentação divulgada pela corte, na qual também se detalha que Picard localizou ações com um valor próximo a US$ 300 milhões.

Madoff, que desde dezembro passado se encontra em prisão domiciliar em troca de uma fiança de US$ 10 milhões e outra série de requisitos, não foi à audiência.

Segundo as autoridades, o americano confessou após sua detenção em 11 de dezembro que a fraude poderia chegar a US$ 50 bilhões. EFE mgl/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.