Justiça do Sudão condena oito insurgentes à morte por ofensiva contra Cartum

Cartum - Um tribunal da capital sudanesa condenou hoje à morte oito insurgentes da região de Darfur por terem participado de uma ofensiva da milícia Movimento para a Justiça e a Igualdade (MJI) contra Cartum no dia 10 de maio.

EFE |

Entre os oito sentenciados à forca está o comandante dos serviços secretos do MJI, Abdel Aziz el-Nur Ashr, meio-irmão do líder da organização rebelde, Khalil Ibrahim.

Todos eles também foram condenados à morte por posse ilegal de armas, munição e explosivos.

No final de julho, outros oito insurgentes do MJI foram condenados à morte por "tentarem derrubar um Governo constitucional e desencadear uma guerra contra o Estado".

Outras dezenas de acusados no mesmo processo foram julgados em outros três tribunais sudaneses.

A ofensiva do MJI foi lançada contra a cidade de Omdurman, que é o setor oeste de Cartum.

Esse ataque, considerado um dos maiores dos insurgentes contra a capital sudanesa, matou 255 rebeldes e 77 soldados das forças de segurança, segundo dados do Ministério do Interior do Sudão.

Essa organização pegou em armas contra o Governo de Cartum há cinco anos, juntamente com outras milícias, na região de Darfur em protesto contra a pobreza e a marginalização da região.

Desde então, 300 mil pessoas morreram e outras 2 milhões se viram forçadas a deixarem suas casas.

Leia mais sobre: Sudão

    Leia tudo sobre: sudão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG