Justiça do Irã contabiliza 4 mil presos em protestos desde eleições

Teerã, 11 ago (EFE).- O porta-voz do Poder Judiciário iraniano, Ali Reza Jamshidi, contabilizou hoje um total de 4 mil detidos durante todos os protestos contra a controversa reeleição do atual presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad.

EFE |

Em declarações divulgadas pela imprensa local, o funcionário judicial afirmou que 3.700 deles foram libertados na primeira semana após os distúrbios.

Aproximadamente 30 pessoas morreram, segundo números oficiais, e milhares foram detidas durante os protestos gerados depois do anúncio dos resultados das eleições do dia 12 de junho, cuja apuração não foi aceita pela oposição.

Mais de 100 deles estão sendo julgados por um tribunal de Teerã, que os acusa de espionagem e conspiração com a ajuda de potências estrangeiras, para propiciar o que denomina de "uma revolução de veludo". EFE msh-jm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG