Justiça dinamarquesa rejeita apelação em caso de charges de Maomé

A justiça da Dinamarca rejeitou nesta quinta-feira a apelação apresentada por sete associações muçulmanas que tentaram abrir um processo, em setembro de 2005, contra dois diretores do jornal dinamarquês Jyllands-Posten por ter publicado 12 polêmicas charges do profeta Maomé.

AFP |

O Tribunal de Apelações desconsiderou a ação dessas associações, confirmando o veredicto de outubro 2006 do Tribunal de Aarhus (centro).

Os juízes do Tribunal de Apelações consideraram que os desenhos não constituíam uma manifestação de desprezo pelos muçulmanos, como alegavam as associações.

Uma das 12 charges que causaram indignação no mundo muçulmano mostrava Maomé com a cabeça coberta por um turbante em forma de bomba e com o pavio aceso.

Segundo a corte, o desenho era de "carácter satírico".

sa/pau/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG