Justiça de Miami começará a julgar brasileiro acusado de atirar em músico

Miami, 6 ago (EFE).- A Promotoria de Miami e a defesa do brasileiro Francisco S.

EFE |

Oliveira, acusado de tentar assassinar o compositor colombiano Estéfano, comunicaram hoje a um juiz que estão prontas para o julgamento previsto para 18 de agosto.

Em uma breve audiência judicial, as duas partes compareceram perante o juiz Orlando Prescott e disseram que tudo está preparado para o julgamento que terá como testemunha Fabio Alonso Salgado, verdadeiro nome do artista de 39 anos.

O brasileiro enfrenta acusação de tentativa de assassinato em primeiro grau e, caso se declare culpado, pode ser condenado à prisão perpétua.

Francisco Oliveira, que trabalhou durante cinco anos para Estéfano, se declarou inocente.

Ao final da audiência, o advogado do brasileiro, Frank Rubio, disse à Agência Efe que entre as testemunhas que serão chamadas está Estéfano e que, além disso, solicitará que as transcrições das declarações do músico sobre o caso sejam apresentadas no julgamento.

"Vou pedir essas transcrições que Salgado diz que não usará, mas eu vou utilizá-las porque nelas existem inconsistências nas mudanças de declarações", comentou, sem fornecer mais detalhes.

Oliveira é acusado de atirar em Estéfano e feri-lo com gravidade em 26 de maio de 2007 na casa do compositor, em Miami Beach.

Segundo documentos fornecidos pela Justiça, Oliveira foi à residência do músico para supostamente levar maconha para ele e, na cozinha, sacou uma arma da mochila e atirou.

Estéfano trabalhou, como produtor e compostitor, com artistas como Gloria Estefan, Marc Anthony, Shakira, Thalía, Ricky Martin, Chayanne, Jon Secada e Julio e Enrique Iglesias. EFE sob/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG