A Suprema Corte de Illinois (norte) decidiu nesta quarta-feira manter o governador Rod Blagojevich no cargo, apesar da acusação de tentar vender a cadeira no Senado que pertencia ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama.

A secretária de Justiça do Estado, Lisa Madigan, tinha solicitado na sexta-feira passada à Suprema Corte o afastamento de Blagojevich.

"Tendo em conta sua detenção provocada pela apresentação de uma ação penal, o governador Blagojevich já não possui legitimidade para exercer atividades oficiais", havia declarado Madigan.

A Suprema Corte não comentou sua decisão, que foi publicada nesta quarta-feira.

Já o Parlamento de Illinois abriu na segunda-feira um processo de impeachment contra o governador.

Rod Blagojevich, de 51 anos e detido em 9 de dezembro passado, é acusado de negociar a cadeira no Senado deixada por Obama, como mostram gravações telefônicas feitas pelo FBI.

O governador é acusado de fraude e de corrupção, e pode ser condenado a até 30 anos de prisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.