Justiça da Noruega prorroga prisão e isolamento de extremista

Juíza decide que acusado de massacre que matou 77 ficará mais oito semanas preso, quatro delas em solitária

iG São Paulo |

Reuters
Anders Behring Breivik, que assumiu massacre na Noruega (25/07)
A Justiça da Noruega prorrogou por oito semanas a prisão preventiva do extremista Anders Behring Breivik , que assumiu responsabilidade por um duplo ataque que deixou 77 mortos no país em julho.

A juíza Anne Margrethe Lund decidiu também que Breivik passará pelo menos quatro das oito semanas em isolamento. Ele está preso desde 22 de julho, o dia do massacre, e ficou em isolamento até agora.

Durante a audiência judicial, Breivik voltou a afirmar que o confinamento solitário é uma forma de "tortura". Mas a juíza disse que o isolamento era necessário para impedir a comunicação entre Breivik e potenciais cúmplices.

Pela lei norueguesa, o confinamento solitário somente pode ser imposto por quatro semanas de cada vez, mas no término do período a procuradoria é livre para decidir sobre a prorrogação.

O advogado de Breivik, Geir Lippestad, declarou aos jornalistas que seu cliente pediu para ler um comunicado na sessão, realizada a portas fechadas, e não demonstrou nenhum sinal de arrependimento.

"Ele não expressou nenhum remorso", disse. "Parecia calmo e contido, como já tinha sido antes. Ele falou algumas palavras sobre como via sua prisão e isolamento. Disse que é duro ficar em isolamento", declarou Lippestad.

Ataques

Breivik admitiu ter detonado uma bomba no principal prédio do governo da Noruega em Oslo e de ter atirado contra pessoas em um acampamento de jovens do Partido Trabalhista na ilha de Utoya, no que ele considerou um ataque contra o multiculturalismo. A escolha do Partido Trabalhista como alvo teve como motivo o fato de ser um símbolo da aceitação europeia de imigrantes muçulmanos, de acordo com o advogado do atirador.

Apesar de ter reivindicado a autoria do crime, Breivik rejeita a responsabilidade penal pelo massacre, afirmando que ele era "necessário" para salvar a Noruega e a Europa dos muçulmanos e do multiculturalismo.

Câmera

Na semana passada foram divulgadas imagens de Brevik minutos antes de lançar os ataques em Oslo, captadas por câmeras de segurança.

Breivik, de 32 anos, é visto com um uniforme policial com uma arma na mão enquanto se afasta a pé de um carro depois de colocar uma bomba perto da sede do governo.

A polícia confirmou que uma foto que reproduz imagem da câmera, publicada no site ABC Nyheter, era autêntica. A foto de Breivik surgiu de câmeras de monitoramento da sede do governo seis minutos antes da explosão, de acordo com o ABC Nyheter. A informação é de que ninguém que estava no prédio soou um aviso de alerta.

O porta-voz do distrito policial de Oslo Roar Hansen disse à Associated Press que a imagem não foi divulgada pela polícia, mas fazia parte de um relatório confidencial da corporação submetido a advogados que dão assistência a parentes e sobreviventes dos ataques.

Com BBC e EFE

    Leia tudo sobre: noruega sob ataquenoruegaexplosãoosloutoya

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG