A Procuradoria Geral da Colômbia emitiu nesta terça-feira uma ordem de prisão contra Mario Uribe Escobar, primo e importante aliado do presidente colombiano, Álvaro Uribe, acusado de envolvimento com grupos paramilitares. Uribe (Escobar) está sendo investigado devido a uma reunião que teve com o ex-líder paramilitar Salvatore Mancuso, antes das eleições de 10 de março de 2002, e com Jairo Castillo Peralta, também conhecido como Pitirri, em novembro de 1998, informou o gabinete da Procuradoria.

Uribe Escobar, que nega as acusações, foi presidente do partido Colômbia Democrática e também foi senador. Ele renunciou ao cargo no Senado em outubro de 2007 e perdeu a imunidade.

O primo do presidente é uma das figuras mais importante da Colômbia envolvidas nas investigações do escândalo que levou à prisão dezenas de políticos acusados de manter relações com paramilitares.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.