Justiça condena acusados de complô contra soldados dos EUA no Iraque

Dois americanos e um cidadão libanês foram considerados culpados, nesta sexta-feira, por um júri federal de Ohio (norte), por armarem um complô para atacar soldados americanos no Iraque, informou o Departamento de Justiça.

AFP |

Mohammad Zaki Amawi, de 28 anos, Marwan Othman El-Hindi, de 45, e Wassim Mazloum, de 27, foram considerados culpados de terem tentado matar pessoas fora do território americano e de terem tentado buscar apoio logístico de terroristas.

Amawi, que tem dupla cidadania (americana e jordaniana), e El-Hindi, um americano nascido na Jordânia, também foram considerados culpados de terem distribuído informações sobre a fabricação de bombas artesanais, mais conhecidas como IED (do inglês Improvised Explosive Devices), e do uso de cintos explosivos.

Os três moradores de Ohio também teriam feito um treinamento com armas de fogo e obtido instruções sobre a fabricação e o uso de explosivos.

Além disso, teriam tentado recrutar outras pessoas para participar de um treinamento da Jihad e tentado levantar fundos para financiar a preparação de recrutas e iniciá-los no manejo de armas, explosivos e técnicas de combate.

Amawi voltou para a Jordânia em agosto de 2005, levando computadores para os insurgentes que se preparavam para entrar no Iraque, acrescentou o Departamento de Justiça. Ele teria, ainda, distribuído um guia para a fabricação de componentes explosivos e um vídeo.

O trio pode ser condenado à prisão perpétua por ter tentado matar pessoal americano fora dos EUA; a 2O anos de prisão pela distribuição de informações sobre explosivos; e a 15 anos por fazer um complô para diligenciar material de logística para os terroristas.

"O veredicto de hoje deve enviar uma mensagem forte aos indivíduos que utilizam esse país como uma base para fomentar ataques contra pessoal militar americano no Iraque e em outros lugares", disse Patrick Rowan, encarregado da Segurança Nacional no Departamento da Justiça.

lt/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG