Justiça condena 6 dinamarqueses à prisão por tentar financiar Farc e FPLP

Copenhague, 18 set (EFE).- A Alta Corte do Leste da Dinamarca condenou hoje seis dinamarqueses acusados de tentativa de apoio financeiro às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e à Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP), através da venda de camisas, a penas de entre 60 dias e seis meses de prisão.

EFE |

Ao contrário de uma sentença anterior que absolveu os acusados, os juízes consideraram neste veredicto que as Farc e o FPLP são organizações terroristas.

O tribunal ressaltou que os relatórios apresentados durante o processo, entre outros das Nações Unidas, da Anistia Internacional e dos serviços secretos dinamarqueses, provam que as Farc cometeram seqüestros e organizaram ataques terroristas contra civis.

Dois dos seis condenados deverão ser presos imediatamente e os outros quatro serão colocados em liberdade vigiada durante um ano, enquanto um sétimo processado foi posto em liberdade sem acusações.

EFE alc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG