Justiça colombiana aprova extradição aos EUA de sequestrador de Betancourt

Bogotá, 19 fev (EFE).- A Suprema Corte de Justiça colombiana aprovou hoje a extradição aos Estados Unidos de um guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que sequestrou a ex-candidata presidencial colombo-francesa Ingrid Betancourt, além de três americanos.

EFE |

O Supremo colombiano autorizou entregar a juízes dos EUA, sob acusações de tráfico de drogas, Gerardo Antonio Aguilar Ramírez, conhecido como "César", integrante das Farc.

"César" foi detido em 2 de julho, quando o Exército colombiano recuperou 15 reféns das Farc, entre eles Betancourt e os americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, sequestrados em 13 de fevereiro de 2003.

A Suprema Corte concedeu a extradição pelo delito de narcotráfico, mas advertiu que não pode enviar "César" aos EUA pelo crime de tomada de reféns, como argumentou a Justiça americana em sua solicitação.

Em 3 de fevereiro, a Suprema Corte colombiana já havia negado a extradição de outro rebelde capturado no resgate dos 15 reféns, Alexander Farfán Suárez, conhecido como "Gafas", ao considerar que ele não cometeu delito de tomada de reféns, mas apenas de sequestro.

EFE gta/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG