Justiça britânica ordena retorno a prisão de clérigo radical muçulmano

Um tribunal britânico determinou nesta terça-feira o retorno à prisão do clérigo radical Abu Qatada, que já foi considerado o líder espiritual da rede terrorista Al-Qaeda na Europa, por desacato às regras da liberdade condicional.

AFP |

A Comissão Especial de Apelações de Assuntos de Imigração (SIAC) tomou a decisão depois de receber relatórios do ministério britânico do Interior sobre uma suposta conspiração para que o religioso consiga sair do território britânico.

Qatada, de nacionalidade jordaniana, que há vários meses estava em liberdade condicional, submetido a um toque de recolher de 22 horas diárias, foi detido em novembro.

Ele chegou a Grã-Bretanha em 1993 e obteve o status de refugiado político um ano depois. Em 2002 e em 2005 passou períodos detido.

Na Jordânia foi condenado à revelia em duas oportunidades, em 1998 e 2000, a 15 anos de trabalhos forçados por atividades terroristas e "vínculos com a Al-Qaeda".

A justiça britânica vetou sua extradição pelo risco de que o réu sofresse maus-tratos em seu país.

lgo/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG