estripador à prisão perpétua - Mundo - iG" /

Justiça britânica condena novo estripador à prisão perpétua

Um britânico acusado de matar duas mulheres e que teria atacado na mesma área de Londres onde ocorreram os crimes de Jack, o Estripador foi condenado à prisão perpétua. Derek Brown, de 47 anos, negou o assassinato de Xiao Mei Guo, de 29 anos, e Bonnie Barret, de 24. Os corpos das vítimas nunca foram encontrados.

BBC Brasil |

Brown teria escolhido suas vítimas na área de Whitechapel, famosa em Londres por ser o local onde o assassino em série "Jack, o Estripador" escolhia suas vítimas no século 19.

De acordo com a acusação, Brown levava as vítimas para seu apartamento em Rotherhithe, no leste da cidade. A polícia diz acreditar que Brown tentava imitar o famoso assassino do século 19 com seus crimes.

O juiz do caso, Martin Stephens, afirmou que Brown, que deverá cumprir um mínimo de 30 anos de sua sentença, "não mostrou arrependimento".

"Você matou duas mulheres", disse Stephens. "As duas eram vulneráveis, trabalhavam nas ruas. Em cada caso, caíram em suas mãos exatamente por causa da vulnerabilidade e falta de proteção delas."

"Podemos apenas especular sobre o que você fez com cada uma daquelas mulheres antes de matá-las", acrescentou o juiz. "Como você as matou, não podemos saber."

"O que sabemos é que você se livrou dos corpos com uma eficiência assustadora, para que nenhum vestígio de nenhuma das mulheres fosse encontrado", concluiu Stephens.

Angústia

O juiz acrescentou que existem "provas circunstanciais" de que Brown mutilou e desapareceu com os corpos.

"A única pessoa que pode provar que isso não é verdade é você, se você algum dia decidir contar à polícia onde os corpos ou os restos podem ser encontrados", afirmou.

"A angústia das famílias de ambas as vítimas foi muito pior devido à impossibilidade de sepultar cada uma delas", acrescentou Stephens.

Brown admitiu que pagou a Xiao Mei Guo, imigrante ilegal chinesa que vendia DVDs, e a Bonnie Barrett, prostituta e viciada em crack, por relações sexuais antes do desaparecimento das vítimas em 2007.

Guo foi vista pela última vez em agosto de 2007, quando vendia DVDs no mercado de Whitechapel. Imagens de câmeras de vigilância mostraram Guo com Brown na estação de metrô da região.

Barrett desapareceu da mesma área em 18 de setembro de 2007. Os corpos não foram encontrados - apesar de a polícia britânica ter realizado 800 horas de buscas, inclusive com a participação de mergulhadores no rio Tâmisa.

Depois da condenação de Brown, policiais lançaram uma revisão nacional de casos não resolvidos para descobrir se o condenado tem ligação com crimes anteriores.

Durante o julgamento, testemunhas afirmaram que Brown era um estuprador e, segundo um amigo do condenado, tinha o desejo de ser "famoso".

Leia mais sobre estripador

    Leia tudo sobre: estripador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG