Justiça belga acusa Igreja da Cientologia de fraude

Bruxelas, 1 mai (EFE).- A Promotoria fiscal belga acusou hoje a Igreja da Cientologia de fraude por oferecer trabalhos administrativos que depois não remunerava, informa a agência de notícias Belga.

EFE |

O edifício que a Igreja ocupa em Bruxelas foi alvo de uma operação policial há uma semana. Na ocasião, a Polícia apreendeu computadores e um grande volume de documentos.

A investigação pretendia elucidar se a Igreja da Cientologia cometeu delitos de fraude e falsidade ideológica na contratação de trabalhadores.

Várias pessoas denunciaram em um departamento regional de registro de emprego que tinham sido enganadas após terem comparecido à Igreja em resposta à publicação de uma série de anúncios de vagas de trabalho abertas para a área administrativa.

Depois, as vagas resultaram ser "acordos de colaboração", que não davam direito a nenhum tipo de remuneração.

Esta não é a primeira investigação aberta na Bélgica contra a entidade, considerada uma seita no país.

Em setembro último, a Promotoria federal acusou 12 pessoas e duas entidades vinculadas a elas de vários delitos, incluindo extorsão, fraude e exercício ilegal da Medicina.

A Igreja da Cientologia foi fundada em 1954 pelo americano Lafayette Ronald Hubbard como uma "filosofia religiosa aplicada".

Tem, entre seus adeptos, astros do cinema como o americano Tom Cruise. EFE met/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG