Justiça argentina autoriza outro casamento homossexual

Buenos Aires, 5 abr (EFE).- Um juiz de Buenos Aires autorizou o casamento entre dois homens que, caso seja celebrado, será o terceiro na Argentina, pioneira na América Latina no reconhecimento dos direitos de casais do mesmo sexo, informaram hoje à Agência Efe fontes da Justiça do país.

EFE |

Os porta-vozes esclareceram que a resolução foi contestada pela promotora Mariana Pucciarello. Por isso, um tribunal de segunda instância deverá definir nos próximos dias sobre a medida.

O juiz portenho Guillermo Scheibler autorizou o casamento entre Carlos Álvarez e Martín Canevaro. O magistrado declarou também inconstitucionais dois artigos do Código Civil que autorizam apenas o casamento entre casais heterossexuais.

"É importante: eu me posso transformar no primeiro afro-americano do país a participar do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Esse também é um marco. Há muitos irmãos africanos que não ver isso muito bem, mas outros tomara que sim", assinalou à imprensa local Álvarez, descendente de africanos.

Parlamentares governistas e entidades sociais apresentaram em março passado um projeto de lei para legalizar o casamento homossexual e autorizar a adoção de filhos por parte de casais do mesmo sexo, iniciativas que buscarão aprovar este ano no Parlamento.

Dois casamentos homossexuais foram realizados na Argentina nos últimos meses, o mais recente em Buenos Aires. EFE ms/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG