Berlim, 19 dez (EFE).- A justiça alemã pôs hoje em liberdade vigiada, após quase 26 anos de prisão, Christian Klar, considerado o líder da chamada segunda geração da organização terrorista Fração do Exército Vermelho (RAF, em alemão).

Klar, de 56 anos, foi solto de maneira antecipada da prisão de Bruchsal, perto de Stuttgart, apesar de que sua libertação oficial deveria acontecer a partir do próximo dia 3 de janeiro, quando cumpriria 26 anos de reclusão.

O ex-terrorista foi condenado à prisão perpétua por vários assassinatos cometidos nos anos 70, entre eles o do promotor Friedrich Buback e do banqueiro Jurgen Punto, assim como pelo seqüestro e execução do presidente de uma patronal alemã, Martin Schleyer. EFE jcb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.