Jurista iraniano pede impugnação da candidatura de Ahmadinejad

Teerã, 4 jun (EFE).- Um jurista iraniano pediu ao Conselho de Guardiães que reveja a candidatura à reeleição do presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad, depois que este foi à TV e fez uma série de acusações contra os ex-chefes de Estado Ali Akbar Rafsanyani e Mohamad Khatami.

EFE |

Durante o debate eleitoral de ontem promovido pela TV estatal, Ahmadinejad disse que Rafsanayani desejou o fracasso da atual Presidência e que os filhos dele estão envolvidos em crimes de fraude e corrupção.

O presidente em fim de mandato afirmou ainda que Rafsanayani, o ex-chefe de Estado Mohamad Khatami e o atual candidato reformista à Presidência, Mir Hussein Mousavi, fizeram um complô para impedir sua reeleição.

Segundo o jurista Nemat Ahmadi, as denúncias de Ahmadinejad violam a Constituição e impugnariam a candidatura do presidente.

"O que Ahmadinejad disse ontem à noite é claramente contrário à Constituição. Todos os que citados por ele poderiam entrar com ações legais contra ele", disse Ahmadi à agência de notícias local "LNA".

O presidente não poupou nem a mulher de Mousavi, Zahra Rahnavard, acusada de ser doutora em artes sem nunca ter passado numa prova.

Esta manhã, Rafsanayani pediu à TV estatal diretiro de resposta e disse que as acusações feitas por Ahmadinejad são "infundadas".

Por sua vez, o líder supremo da Revolução iraniana, aiatolá Ali Khamenei, pediu aos candidatos à Presidência da República que evitem difamar seus oponentes para conseguir votos.

Numa velada crítica a Ahmadinejad e a Mousavi, principal concorrente do candidato à reeleição, a máxima autoridade do Irã afirmou que seu voto é pessoal e que os iranianos devem optar por quem for mais convincente.

"Não é decente para um candidato recorrer ao ataque contra outro num debate para tentar se destacar", disse Khamenei numa cerimônia em lembrança aos 20 anos da morte do fundador da República Islâmica, aiatolá Ruhollah Khomeini. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG