Miami, 3 nov (EFE) - Um júri declarou hoje o empresário venezuelano Franklin Durán culpado de conspirar e atuar ilegalmente nos Estados Unidos como um agente do Governo venezuelano no chamado Caso da Mala.

O veredicto por unanimidade foi alcançado na segunda semana de deliberações em um tribunal de Miami, no qual Durán foi julgado durante oito semanas. EFE so/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.