Junta Militar de Mianmar parabeniza Obama por vitória

Bangcoc, 8 nov (EFE).- O chefe da Junta Militar de Mianmar (antiga Birmânia), general Than Shwe, parabenizou o democrata Barack Obama por sua vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, país que mantém sanções econômica contra o regime ditatorial birmanês.

EFE |

A imprensa oficial informou hoje que Than Shwe enviou uma mensagem de felicitação pouco após conhecer o resultado do pleito realizado na terça-feira passada.

As eleições presidenciais nos EUA quase não foram seguidas pela imprensa controlada pela Junta Militar, que até agora mostrou pouco interesse no desenlace do pleito.

O principal partido da oposição democrática, a Liga Nacional pela Democracia (LND), cumprimentou Obama por sua vitória, mas afirmou que vai esperar para ver se suas boas intenções serão traduzidas em fatos.

Segundo os analistas, Obama manterá as sanções econômicas contra o regime birmanês impostas pelo atual presidente americano, George W. Bush, e exigirá a libertação da líder opositora Aung San Suu Kyi, em prisão domiciliar desde 2003.

Washington impôs as sanções contra a Junta Militar em outubro de 2007, por causa da violenta repressão dos protestos pacíficos a favor da democracia liderados pelos monges budistas. EFE grc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG