Junta Militar de Mianmar detém 30 opositores que pediam libertação de Suu Kyi

Bangcoc, 19 jun (EFE).- A Junta Militar de Mianmar (antiga Birmânia) deteve hoje 30 membros da Liga Nacional pela Democracia (LND), principal partido de oposição do país, que pediam em Yangun a libertação da líder Aung San Suu Kyi, que hoje comemora seu 63º aniversário em prisão domiciliar, na qual permanece desde 2003.

EFE |

Os opositores se manifestavam no exterior da sede da LND, quando surgiram seis veículos oficiais, dos quais desceram policiais que agrediram e prenderam 30 pessoas.

Alguns dos manifestantes correram para o interior do edifício para escapar da detenção. As forças de segurança isolaram a zona para impedir que o protesto se repetisse. EFE fmg/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG