Junta militar de Madagascar entrega poder à oposição

Antananarivo, 17 mar (EFE).- A junta militar de Madagascar abriu mão do poder e o entregou ao líder opositor Andry Rajoelina, em um ato divulgado pela rádio e televisão locais.

EFE |

A junta militar assumiu o poder hoje após a renúncia do presidente de Madagascar, Marc Ravalomanana, pressionado pela oposição, que o acusava de corrupção.

O vice-almirante Hyppolite Ramaroson disse no ato, realizado em um quartel ocupado pelos militares que deram hoje o golpe de estado, que "rejeitamos categoricamente o diretório militar que o presidente Marc Ravalomanana nos confiou".

Ramaroson e os outros dois generais da junta designada por Ravalomanana assinaram um decreto no qual passavam o poder a Rajoelina, como "presidente da Autoridade Suprema da Transição".

Ravalomanana renunciou hoje após quase dois meses de pressão de Rajoelina, líder da oposição, que p acusou de desvio de fundos públicos e de violar a Constituição, e se autoproclamou chefe de um Governo de transição que, segundo seus colaboradores, pretende governar o país por dois anos antes de convocar eleições.

O presidente de Madagascar dissolveu por decreto seu Governo e passou o poder a um diretório militar formado pelo comandante mais antigo e de maior grau dentro das Forças Armadas malgaxes, o vice-almirante Hyppolite Ramaroson.

Rajoelina, que pediu repetidamente o apoio militar para derrubar o presidente e instalar seu próprio Governo, solicitou ontem a detenção de Ravalomanana, enquanto rejeitava uma proposta deste de convocar um plebiscito para resolver a crise iniciada em janeiro e que deixou aproximadamente 140 mortos.

Ravalomanana foi eleito nas urnas para um segundo mandato como presidente de Madagascar em 2006, e seu mandato terminava em 2011, quando devia acontecer um novo pleito.

Rajoelina não poderia se candidatar às eleições de 2011 por ter 34 anos. A Constituição malgaxe exige que os chefes do Estado tenham mais de 40. EFE fr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG